Inflação: 5 formas de proteger os seus investimentos em 2020

Em Setembro/2020, IPCA acumula alta de 2,44% em 12 meses, enquanto o IGPM acumula 13,02% em 12 meses.

Assista ao vídeo no meu canal no Youtube


5 minutos de leitura

No post anterior eu expliquei como se dá a cadeia da alta de preços dentro do nosso ciclo produtivo e porque estamos diante de um início de ciclo de alta de inflação em 2020. Antes de te mostrar 5 formas de proteger os seus investimentos diante da alta da inflação, vou te explicar rapidamente o que é a inflação é como ela é mensurada:

Inflação é a expansão monetária de uma determinada economia através de estímulos artificiais, resultando em desvalorização do poder de compra da moeda. Se em Janeiro/2019 você comprava 1kg de batata com R$2,00 e em Janeiro/2020 o mesmo 1kg de batata com R$3,00 , então a moeda perdeu 50% do seu valor de compra. Os motivos que levam à inflação dos preços são:

  • Desvalorização cambial;
  • Estímulos econômicos artificiais (impressão de moeda, controle de preços);
  • Excesso de demanda sobre um determinado bem ou serviço;
  • Excesso de oferta de crédito.

Para medir os níveis de inflação, dois índices são considerados: IPCA e IGPM. A diferença entre os dois, basicamente, é que o IGPM abrange quatro setores da economia enquanto o IPCA abrange nove setores, e por este motivo cada índice sobe ou desce em percentuais diferentes.

Agora que você já sabe o que é a inflação, saberá fazer a leitura correta do cenário e entender como proteger os seus investimentos.

ALERTA: Este conteúdo não deve ser considerado como recomendação de compra ou venda de investimentos. O caráter deste material é exclusivamente educacional.

O que devemos considerar em nossa carteira de investimento são as classes de ativos, o quanto elas nos protege da inflação, o índice de liquidez e qual é o cenário caso o cenário projetado não se concretize.

1 – Tesouro IPCA: O Tesouro IPCA é um título de dívida do Governo Federal, também conhecido como Tesouro Direto e ao fazer a aquisição do título você saberá o quanto será remunerado caso não os venda até o final do contrato. Para efeito de exemplo, o Tesouro IPCA 2026 está pagando IPCA+2,47% ao ano, enquanto o Tesouro IPCA 2035 está pagando IPCA+3,79% ao ano. Ou seja, independentemente de qual seja o índice de inflação medido pelo IPCA, você ganhará +2,47% ou +3,79%, dependendo do plano adquirido. Mas antes de sair comprando, faça uma simulação no site do Tesouro Direto e entenda quais são as regras caso você decida realizar a venda antecipada dos títulos.

2 – Fundos Imobiliários: Alguns Fundos Imobiliários possuem em suas receitas a renovação do preços de aluguéis de seus inquilinos atrelados ao índice IPCA e/ou ao índice IGPM. Dê preferência aos FIIs que possuem ambos os índices em sua carteira, pois como vimos anteriormente, cada índice reflete setores diferentes da economia e variam de forma distinta. Alguns FIIs que você pode estudar são o HCTR11, XPLG11 e HFOF11 . Um ponto de atenção é o fato que os preços dos aluguéis dos Fundos Imobiliários serem reajustados periodicamente a cada 12 meses, ou seja, esta proteção inflacionária não terá efeito imediato sobre o valor do aluguel, mas apenas quando os contratos chegarem ao período de renovação. Leia o relatório dos FIIs que você pretende investir para ver quais são os meses do ano que ocorrem as renovações.

3 – Ações de boas empresas: Como toda boa empresa bem gerida, quando há alterações nos índices inflacionários, os custos devem ser repassados aos consumidores. Neste caso, prefira empresas dos setores de serviços essenciais, tais como Energia Elétrica, Saneamento, Papel e Celulose, e Financeiro. Entenda também quais são as empresas que se beneficiam com aumento ou queda da inflação. Um exemplo prático é o caso da M.Dias Branco, que está aumentando a sua produção de macarrão devido ao aumento do preço do arroz. Com isto, há uma tendência de aumento da oferta do produto, reduzindo os seus preços e fazendo aumentar a demanda, e consequentemente fazendo a empresa ganhar mais enquanto o arroz continuar nas alturas.

4 – Investimento nos EUA: Atualmente, 53% de todo o dinheiro do mundo negociado em bolsa de valores está concentrado nos EUA. Lá é possível encontrar ações de empresas americanas, brasileiras, alemãs, italianas, francesas, chinesas, japonesas, etc. O fato de todas as negociações ocorrerem em Dólares facilita muito a nossa vida. Ou seja, ao investir nos EUA, você fará transações em Dólares, o que dará uma proteção maior contra a inflação do Real, além de permitir diversificar de maneira muito mais segura os seus investimentos, pois poderá estar exposto a diversos países e economias diferentes. Uma das corretoras mais utilizadas por brasileiros para investir nos EUA é a Avenue.

5 – Imóveis, Metais preciosos e Cryptomoedas: Sim, é possível proteger o patrimônio alocando o dinheiro em “coisas” ao invés de títulos de empresas. Independente de qual é a classe de ativo que você escolha, é importante que o faça de maneira consciente e que sinta-se seguro sobre o investimento. Já dizia Warren Buffet: “Nunca coloque o seu dinheiro em algo que você não conhece“. Eu particularmente não invisto nestas classes de ativos, pois não tenho conhecimento de como são precificados e negociados. Quando eu aprender, prometo vir aqui lhes contar como investir nestas classes.

Nesta semana foi divulgado o Boletim Focus, elaborado em 11/09/2020 e publicado em 14/09/2020, onde faz as seguintes projeções:

20202021
PIB-5,11%3,50%
SELIC2,00%2,50%
IPCA1,94%3,01%
IGP-M9,36%4,08%
DÓLARR$ 5,25R$ 5,00
Boletim Focus: Banco Central

Repare que há uma possibilidade de aumento no aumento do IPCA e na queda do IGP-M até o final de 2021. Considerando estas informações, podemos voltar no passado e ver o desempenho das empresas do Ibovespa para termos uma ideia de como pode ser o desempenho delas frente a este nível de inflação projetada. Mas é importante notar também que esta é a projeção é baseada no cenário atual e de acordo com os rumos da economia e da política nacional e internacional, estes dados serão revisados e atualizados.

Porém, mais importante do que estar de olho nos índices oficiais é você ter pleno controle dos seus gastos e medir qual é a sua inflação. Eu por exemplo não como arroz, então não me importa se o preço do arroz subiu 1% ou 500%, entretanto, consumo bastante carne, feijão e café, e com certeza terei impacto no meu orçamento caso estes alimentos subam de preço. Neste caso, terei que buscar alternativas para substituir tais alimentos ou buscar formas de me proteger da alta da inflação e manter o meu poder de compra.

E você, já sabe o que fazer com a sua carteira de investimentos para protegê-la do aumento da inflação e da Taxa Selic?


Siga o meu blog

Assine a Newsletter e fique por dentro de todas as postagens do meu Blog

4 comentários em “Inflação: 5 formas de proteger os seus investimentos em 2020

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: