Dica de Leitura: Guia Politicamente incorreto da economia brasileira

Publicado em 2015 por Leandro Narloch, o livro é uma ótima maneira de aprender sobre Macroeconomia através de uma leitura divertida

Assista ao vídeo no meu canal no Youtube


Clique aqui para adquirir o livro


4 minutos de leitura

Com linguagem simples e divertida, Leandro Narloch nos convida a um exercício de reflexão para entendermos porque o Brasil é sempre o “país do futuro”, futuro este que ano após ano, fica mais distante de nós. Logo na introdução o autor deixa claro:

Aqui, o alvo são ideias e vacas sagradas. O salário-mínimo, as leis trabalhistas, a ideia de que o Estado precisa intervir nas relações voluntárias dos cidadãos: nada disso ajuda de verdade os brasileiros. O que torna a nossa vida melhor é o lucro, e a vontade de botar bilhões no bolso oferecendo coisas que interessam ou ajudem as pessoas.

Daí em diante, o autor segue desmistificando diversos mitos que rondam historicamente a nossa economia: os reais motivos da desigualdade no Brasil, a necessidade de diminuir a dependência das pessoas em programas assistenciais, a necessidade de diminuir a relevância dos sindicatos (felizmente avançamos neste ponto no ano de 2017) e a necessidade urgente de promover um programa maior de privatizações, desburocratizações, desregulamentações e abertura do mercado, principalmente para a importação.

Para quem deseja seguir se aperfeiçoando como investidor ou empreendedor, precisa entender com muita clareza como está montado o contexto político-econômico no Brasil: ao longo dos anos, políticos e grandes empresários criaram um cartel em diversas esferas do Estado, criando o tal “bem-estar empresarial”, onde diversos projetos de lei, agências reguladoras, taxas e impostos foram criados para favorecer pequenos grupos e manter o Brasil em um estado parasitário. Para isto damos o nome de oligopólio. O objetivo do autor com esta obra é o mesmo objetivo deste blog: conscientizar as pessoas que o enriquecimento através do trabalho honesto e da geração de valor para a sociedade não é algo ruim, conscientizá-las que são capazes de realizar os seus planos e projetos sem a necessidade de Estado ou Governos interferirem diariamente em nossas vidas. O capitalismo gerou prosperidade ao longo da história da humanidade, sem dúvidas.

Sobre este livro e outros livros que eu venha a comentar no futuro que abordam o tema Economia, é importante deixar algo muito claro: é impossível desassociar este assunto com a ideologia política, pelo simples motivo que a ideologia política define como um determinado grupo pretende organizar uma sociedade, e uma das bases de qualquer sociedade é o seu sistema econômico. No caso específico deste livro, o autor logo de cara defende as bases do capitalismo moderno, que são o livre mercado, as privatizações e a menor participação do Estado na vida das pessoas, desconstruindo de maneira argumentativa e com exemplos reais todos os pontos que são antagônicos à suas crenças e posicionamentos ideológicos. Logo, podemos defini-lo como um adepto ao liberalismo econômico sem medo de errar. O problema está quando um autor esconde as suas preferências ideológicas e realiza críticas a outra ideologia sem apresentar argumentos convincentes ou exemplos que corroboram o seu diagnóstico. Estes criticam por criticar, com o intuito de apenas destruir o outro lado e convencer o leitor através do grito. Sendo assim, prefira leituras sobre este assunto de autores que deixam claro o seu posicionamento, pois este tende a ser mais honesto.

Seguindo com a análise do livro, o autor consegue ilustrar de maneira objetiva o resultado de décadas de paternalismo estatal e desarranjos econômicos: elevadas cargas tributárias, alto índice de pobreza, dificuldade de empreender e gerar riqueza, impossibilidade de obter um horizonte de longo prazo que traga segurança aos investidores e um ciclo que parece interminável: o Brasil entra numa crise e se vê obrigado a realizar reformas profundas em seu sistema econômico ou político; colhe os resultados positivos das reformas, com esperança de prosperidade por longos anos; mas logo vem algum presidente e inicia um processo de gastança e populismo, desencadeando em uma nova crise. De forma resumida, é assim que o país vem sendo administrado desde a proclamação da república.

Por fim, você pode me perguntar: Como este livro me ajudará com os meus investimentos? Entender o contexto político e macroeconômico do Brasil é essencial para nortear a sua estratégia de investimentos. Aqui coloco algumas questões básicas para que você entenda melhor o que eu quero dizer:

  • Governos reformistas tendem a favorecer a privatização de empresas estatais, aumentar a concorrência, abrir a economia para a importação, reduzir a taxa de juros e buscar um equilíbrio inflacionário através do livre mercado. Neste cenário você pode se beneficiar investindo em empresas estatais para lucrar com a privatização, investir em empresas de serviços e bancos para lucrar com o ciclo econômico positivo. Este cenário é ruim para empresas exportadoras, pois a moeda local valorizada desfavorece o setor.
  • Governos intervencionistas tendem a manipular o mercado, aumentar impostos e gastos, distribuir mais renda para a população. Neste cenário você pode se beneficiar investindo no Tesouro Direto para se proteger da alta inflacionária, investir em ações de empresas exportadoras que tenderão a fazer mais negócios com a moeda desvalorizada, investir em ações de empresas de bens de consumo, pois haverá mais dinheiro em circulação nas famílias de baixa renda e maior oferta de crédito.

Então se você está buscando um livro sobre Economia com leitura fácil e agradável, o Guia Politicamente incorreto da economia brasileira é uma ótima indicação para você.


Siga o meu blog

Assine a Newsletter e fique por dentro de todas as postagens do meu Blog

2 comentários em “Dica de Leitura: Guia Politicamente incorreto da economia brasileira

  1. Pingback: Array

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: